JURA EM PROSA E VERSO

TUDO SOBRE...

TUDO SOBRE... Segunda Guerra Mundial ( 1939 - 1945 )

Segunda Guerra Mundial

Introdução

Existem certos fatos que marcaram épocas e etapas; e um desses fatos é a Segunda Guerra Mundial. Cada um desses fatos está ligado, de uma forma ou de outra, aos fatos que aconteceram antes, que também estão ligados aos fatos de antes. Então, é claro que para entender a Segunda Guerra é preciso saber que um dos fatos que provocou a Segunda Guerra, foi o rancor e o ódio que ainda guardavam da Primeira Guerra.

A Segunda Guerra Mundial deu encerramento a uma fase para dar início à fase em que nos estamos vivendo nesse momento. Ou seja, foi um fato que marcou uma época. Mais do que marcar uma época, a Segunda Guerra deu início a uma época. A história do mundo todo, tanto social quanto política foi completamente mudada e afetada pela Segunda Guerra Mundial. A organização do mundo e as relações internacionais foram também muito modificadas pela situação que estava se estabelecendo na Segunda Guerra Mundial.

A Segunda Guerra Mundial foi com certeza o conflito mais sangrento e também o maior conflito armado que o mundo jamais presenciou.

As Principais Causas

Após o final da Primeira Guerra Mundial, os países que venceram começaram a abusar da vitória então dita, e com isso começaram também a impor duras condições aos países perdedores. O país mais prejudicado nisso foi a Alemanha, que sofreu perdas de territórios, teve que pagar multas e muitas outras coisas. Além disso, a fome e o desemprego começaram a assolar o país.

Então, Hitler começou a apelar para o Estado nazista, porque queria adquirir forças. Certos países como Alemanha, Japão e Itália, que eram comandados por regimes totalitários, adotaram uma política de expansão territorial que era bastante violenta, e foi marcada por acontecimentos como:

JAPÃO: no Japão ocorreram duas coisas principais, que foram: A invasão da Manchúria, em setembro de 1931. Os japoneses colocaram na Manchúria um imperador no poder, que era controlado pelos japoneses. Como a Manchúria era um território chinês, essa invasão desencadeou a guerra contra a China, que começou em 1935. A Sociedade das Nações protestou contra o Japão, mas o Japão não cedeu e se retirou da Sociedade.

ITÁLIA: a Itália invadiu a Etiópia em 1936. A Sociedade das Nações quis punir a agressão do exército italiano, impondo um embargo econômica à Itália. Foi aí que Hitler se aproximou de Mussolini e passou a lhe dar ajuda econômica. No ano de 1939 a Itália conquistou e anexou a Albânia ao seu território.

ALEMANHA: em 1938 a Alemanha invadiu a Áustria. Para isso, primeiro eles assassinaram o chanceler e então tomaram o governo e imediatamente convocaram as tropas alemãs para invadir o país e anexá-lo à Alemanha. Mais tarde, por meio de um plebiscito, o povo austríaco confirmou que apoiava a anexação. Então, em março de 1939, a Alemanha invadiu a Tchecoslováquia. Com a integração da república Tcheca, a capacidade bélica da Alemanha cresceu de forma significativa.

Aconteceu então que Hitler e Stalin decidiram dividir a Polônia entre as duas potências, e em 1º de setembro de 1939 eles invadiram a Polônia. Dois dias depois da invasão, A Inglaterra e a França declararam guerra à Alemanha, dando início, então, à Segunda Guerra Mundial.

As Fases da Guerra

Para entendermos melhor as fases, temos que conhecer os principais blocos de potências em conflito. São eles as Potências do Eixo e as Potências Aliadas. As Potências do Eixo contam com Alemanha, Itália e Japão. As Potências Aliadas contam com Inglaterra, França, União Soviética e Estados Unidos.

As fases são as seguintes:

Primeira Fase: começa em setembro de 1939 e termina em junho de 1942. As potências do Eixo estavam se expandindo muito nessa fase. Os alemães invadiram a Dinamarca e a França em abril de 1940, e em maio eles invadiram a Holanda e a Bélgica, e mais tarde a França. Em abril de 1941 os alemães invadiram a Iugoslávia e a Grécia, e então, rompendo acordos anteriores, o exército alemão invadiu a União Soviética. Os italianos avançaram no Egito, e os alemães desembarcaram na África. Então os japoneses avançaram no Pacífico, atacando a base militar de Pearl Harbor.

O objetivo principal do Japão era formar um grande império asiático, com a conquista de regiões ricas em matérias-primas, sobretudo petróleo e borracha, necessários para manter sua máquina de guerra. Em dezembro de 1941, a aviação japonesa fez um ataque-surpresa à base norte americana de Pearl Harbor, no Havaí. Foi então que os Estados Unidos acordaram para a guerra. As divergências entre Estados Unidos e Japão já vinham de longa data.

Segunda Fase: as forças do Eixo foram contidas na Europa, Ásia e África. Foi então que os ataques aéreos americanos à Alemanha começaram. Em 1943, os russos partiram para o contra-ataque através da Batalha de Estalingrado. A batalha de Estalingrado aconteceu na União Soviética e terminou com a derrota total dos alemães. Todo o prestígio que as tropas de Hitler haviam adquirido nas guerras da Europa Ocidental acabou-se em Estalingrado.

Terceira Fase: a terceira fase foi de março de 1943 a setembro de 1945 e foi a fase final da guerra. Nessa fase as forças do Eixo foram derrotadas, perdendo o Mediterrâneo. No dia 6 de junho de 1944, o Dia D, os aliados desembarcam na Normandia. A Alemanha foi envolvida de todos os lados pelos exércitos aliados. No dia 30 de abril de 1945, vendo que a situação não estava favorável à Alemanha, Hitler e sua mulher se suicidaram. No dia 7 de maio, o alto comando alemão assinou à rendição incondicional da Alemanha. Assim a guerra terminou na Europa, mas só foi terminar completamente com a rendição do Japão, após o lançamento de duas bombas atômicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki.

As Consequências da Guerra

As principais conseqüências da Segunda Guerra Mundial foram:

A redefinição da ordem mundial em favor das superpotências: Os Estados Unidos, que confirmam a sua hegemonia no bloco capitalista. A União Soviética, que emergiu como potência de primeira grandeza, exercendo uma considerável influência na Europa Oriental. Essas duas superpotências tornaram-se os grandes líderes políticos mundiais, reunindo em torno de si diversos países.

Um declínio da influência política, econômica e mesmo cultural da Europa. A Europa mergulhou numa crise profunda. As antigas potências mundiais, Inglaterra e França, perderam suas posições para os já falados Estados Unidos e União Soviética. A posição de centro de civilização que a Europa tinha antes da guerra foi completamente perdida para esses países.

O avanço das técnicas militares de destruição. Aos instrumentos tradicionais de guerra, foram somados novos tanques, foguetes, radares, aviões, submarinos, e finalmente a bomba atômica.

A fundação da ONU, a Organização das Nações Unidas. Essa organização foi criada em 1945. A ONU é um organismo mundial, que inicialmente reunia 26 nações, que firmaram a Carta das Nações Unidas. Essa Carta entrou em vigor no dia 24 de outubro de 1945, e tem por objetivos principais: servir de mediador nos conflitos entre países para evitar desfechos mais graves como a Segunda Guerra Mundial; manter a paz mundial; desenvolver a solidariedade entre as nações; estimular o progresso mundial; e promover o respeito pela dignidade da pessoa humana. A sede da ONU é em Nova Iorque, nos Estados Unidos, mas a área em que se situa é considerada território internacional, com leis próprias, bandeira própria e serviços de segurança e de comunicação independentes.

As Vítimas

A brutalidade generalizada da guerra provocou milhões de vítimas, estimadas em 55 milhões de mortos, 35 milhões de feridos, 20 milhões de órfãos e 190 milhões de refugiados. Aproximadamente 6 milhões de judeus foram brutalmente assassinados pelos nazistas, que eram do partido de Hitler. Como o pai de Hitler havia sido morto por um judeu, Hitler adquiriu um grande ódio não só por aquele judeu, mas por todos eles. Então podemos ver que os judeus não haviam sido vítimas da guerra como os outros mortos, mas nas mortes dos judeus havia também a vingança pessoal de Hitler.

A Bomba Atômica: seus efeitos e consequências

A decisão final para a utilização da bomba atômica foi tomada pelo presidente Truman. Apesar da maré crescente de críticas, ele assumiu a responsabilidade total pelo ato. A justificativa para a utilização da bomba atômica foi que a guerra acabaria muito mais cedo e pouparia muitas vidas, mas não foi isso o que aconteceu.

O que aconteceu foi que apesar de estarem com sua marinha e sua força aérea bastante prejudicadas e quase completamente destruídas, os japoneses continuavam na guerra, e continuavam resistindo. Eles utilizavam pilotos suicidas, denominados Kamikazes, que se atiravam contra os alvos americanos com seus aviões carregados de explosivos. Esses alvos geralmente eram os navios. Esses pilotos causavam grandes perdas aos aliados.

Em outubro de 1939, pouco tempo depois do início da guerra, começaram os planos de desenvolvimento da bomba atômica. No fim de julho de 1945 já estava montado o palco para a decisão final. Truman tomou a decisão final de lançar a bomba em 25 de julho. Às 2h45min do dia 6 o bombardeio que transportava a bomba levantou vôo. Seis horas e meia depois, a bomba foi lançada sobre Hiroshima, a oitava maior cidade do Japão, para explodir 50 segundos depois, a uma altura de cerca de 600 metros. Foi nesse momento que os Estados Unidos revelaram ao mundo, através de um clarão fascinante, o início da era atômica.

Três dias depois, outro avião decolou com a segunda bomba, tendo como alvo a cidade de Kokura. Entretanto, o avião não conseguiu voar sobre o alvo e atirou a bomba sobre o alvo alternativo, Nagasaki. No dia seguinte o Japão pediu paz.

As conseqüências das bombas atômicas foram desastrosas. Com um incensurável poder de destruição, a bomba atômica não só destruiu completamente seus alvos como provocou lesões genéticas que foram transmitidas pelos sobreviventes aos seus filhos e aos filhos de seus filhos. Até hoje nascem crianças com problemas genéticos causados pela radiação das bombas de Hiroshima e Nagasaki.

Em Hiroshima foram mortas mais de sessenta mil pessoas, e em Nagasaki a fumaça subiu a mais de seis mil metros, formando o famoso cogumelo, e o calor e o fogo queimaram as pessoas e as casas.

 

História e Principais Fatos, Causas, Principais Batalhas, Eixo contra Aliados, Ataque a Pearl Harbor, Participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, Bombas Atômicas de Hiroshima e Nagazaki, Criação da ONU.

Dia D : Soldados aliados desembarcam na Normandia

Introdução : As causas da Segunda Guerra Mundial

Um conflito desta magnitude não começa sem importantes causas ou motivos. Podemos dizer que vários fatores influenciaram o início deste conflito que se iniciou na Europa e, rapidamente, espalhou-se pela África e Ásia.

Um dos mais importantes motivos foi o surgimento na década de 1930, na Europa de governos totalitários, com fortes objetivos militaristas e expansionistas. Na Alemanha surgiu o nazismo, liderado por Hitler e que pretendia expandir o território Alemão, desrespeitando o Tratado de Versalhes, inclusive reconquistando territórios perdidos na Primeira Guerra. Na Itália estava crescendo o Partido Fascista, liderado por Benito Mussolini, que se tornou o Duce da Itália, com poderes sem limites.

Tanto a Itália quanto a Alemanha passavam por um grave crise econômica no início da década de 1930, com milhões de cidadãos sem emprego. Uma das soluções tomadas pelos governos fascistas destes países foi a industrialização, principalmente na criação de indústrias de armamentos e equipamentos bélicos (aviões de guerra, navios, tanques etc).

Na Ásia, o Japão também possuía fortes desejos de expandir seus domínios para territórios vizinhos e ilhas da região. Estes três países, com objetivos expansionistas, uniram-se e formaram o Eixo. Um acordo com fortes características militares e com planos de conquistas elaborados em comum acordo.

O Início

O marco inicial ocorreu no ano de 1939, quando o exército alemão invadiu a Polônia. De imediato, a França e a Inglaterra declararam guerra à Alemanha. De acordo com a política de alianças militares existentes na época, formaram-se dois grupos : Aliados ( liderados por Inglaterra, URSS, França e Estados Unidos ) e Eixo ( Alemanha, Itália e Japão ).

Desenvolvimento e Fatos Históricos Importantes:

O período de 1939 a 1941 foi marcado por vitórias do Eixo, lideradas pelas forças armadas da Alemanha, que conquistou o Norte da França, Iugoslávia, Polônia, Ucrânia, Noruega e territórios no norte da África. O Japão anexou a Manchúria, enquanto a Itália conquistava a Albânia e territórios da Líbia.

Em 1941 o Japão ataca a base militar norte-americana de Pearl Harbor no Oceano Pacífico. Após este fato, considerado uma traição pelos norte-americanos, os estados Unidos entraram no conflito ao lado das forças aliadas.

De 1941 a 1945 ocorreram as derrotas do Eixo, iniciadas com as perdas sofridas pelos alemães no rigoroso inverno russo. Neste período, ocorre uma regressão das forças do Eixo que sofrem derrotas seguidas. Com a entrada dos EUA, os aliados ganharam força nas frentes de batalhas.

O Brasil participa diretamente, enviando para a Itália ( região de Monte Cassino ) os pracinhas da FEB, Força Expedicionária Brasileira. Os cerca de 25 mil soldados brasileiros conquistam a região, somando uma importante vitória ao lado dos Aliados.

Final e Conseqüências

Este importante e triste conflito terminou somente no ano de 1945 com a rendição da Alemanha e Itália. O Japão, último país a assinar o tratado de rendição, ainda sofreu um forte ataque dos Estados Unidos, que despejou bombas atômicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagazaki. Uma ação desnecessária que provocou a morte de milhares de cidadãos japoneses inocentes, deixando um rastro de destruição nestas cidades.

Bomba Atômica explode na cidade japonesa de Hiroshima

Os prejuízos foram enormes, principalmente para os países derrotados. Foram milhões de mortos e feridos, cidades destruídas, indústrias e zonas rurais arrasadas e dívidas incalculáveis. O racismo esteve presente e deixou uma ferida grave, principalmente na Alemanha, onde os nazistas mandaram para campos de concentração e mataram aproximadamente seis milhões de judeus.

Com o final do conflito, em 1945, foi criada a ONU ( Organização das Nações Unidas ), cujo objetivo principal seria a manutenção da paz entre as nações. Inicia-se também um período conhecido como Guerra Fria, colocando agora, em lados opostos, Estados Unidos e União Soviética. Uma disputa geopolítica entre o capitalismo norte-americano e o socialismo soviético, onde ambos países buscavam ampliar suas áreas de influência sem entrar em conflitos armados.

.