JURA EM PROSA E VERSO

RELIGIÕES, IRMANDADES, SISTEMAS FILOSÓFICOS, POLÍTICOS E FORMAS DE GOVERNO

Igreja Ortodoxa Copta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 

Igreja copta em Amman, JordâniaA Igreja Ortodoxa Copta, de acordo com a tradição, foi estabelecida pelo apóstolo São Marcos no Egipto em meados do século I (aproximadamente no ano 60). É a igreja nacional do Egipto (Copta significa egípcio).

É uma das Igrejas do Oriente. O seu líder é o Patriarca de Alexandria, patriarca da Santa Sé de São Marcos (actualmente o Papa Shenouda III).

História

Os primeiros cristãos no Egipto eram principalmente judeus de Alexandria, tais como Teófilo, a quem São Lucas dirige o capítulo introdutório do seu evangelho. Quando a Igreja foi fundada por São Marcos, durante a época do imperador romano Nero, um grande número de egípcios , contraramente a gregos e judeus, abraçou a fé cristã. Esta espalhou-se pelo Egipto em poucas décadas, tal como se pode verificar nos escritos do Novo Testamento encontrados em Bahnasa, no Egipto Médio, e que datam de cerca do ano 200, e de um fragmento do Evangelho segundo São João, escrito em língua copta, encontrado no Egipto Superior e datado da primeira metade do século II.

 Concílio de Niceia

No século IV um sacertode vindo do que é hoje a Líbia, chamado Arius, iniciou uma discussão teológica sobre a natureza de Jesus Cristo que se espalhou por toda a Cristandade. O Concílio de Niceia (325), convocado pelo imperador Constantino para resolver a questão levou à formulação do Credo de Niceia, ainda hoje recitado por todos os cristãos, e cujo autor é Santo Atanásio, Papa e Patriarca de Alexandria.

 Igreja Copta actual

O número de cristãos de rito copta é superior a 40 milhões, estando distribuídos principalmente pelo Egipto (10 milhões), Etiópia (30 milhões) e Eritreia (2 milhões), e também por Israel e Sudão. Os coptas celebram o Natal em 7 de Janeiro.

O símbolo desta igreja, em vez da tradicional cruz cristã é o ankh, ou cruz ansata, antigo sinal egípcio vida e de fertilidade.