JURA EM PROSA E VERSO

RELIGIÕES, IRMANDADES E SISTEMAS FILOSÓFICOS OU POLÍTICOS

ASTROLOGIA

O Que é a Astrologia?

Os antigos navegantes sabiam olhar as estrelas em busca de orientação para as rotas marinhas. 

Muita coisa mudou desde então, porém a astrologia permanece viva através dos milênios, pois é a arte de olhar o firmamento inserido num corpo que vive prazer, dor, perdas, alegria, medo e coragem. 

Quando se traça o mapa astral de uma pessoa, é como se decifrássemos as rotas contidas nesta fatia de tempo e espaço único no qual ela veio ao mundo.

A astrologia é uma fonte de autoconhecimento das mais profundas. Ela mostra como a pessoa atua em cada área da vida: emocional, trabalho, família, relacionamentos, religiosidade. O mapa astrológico é, na realidade, um raio X que ajuda a pessoa no caminho do autoconhecimento e não um simples exercício de futurologia.

A astrologia ( estudo do ciclo dos planetas em torno do zodíaco ) existe há, mais ou menos, 4 mil anos. Surgiu da observação das estrelas no céu e do comportamento das pessoas que nasciam em uma determinada época do ano. Desenvolveu-se primeiro na Babilônia, depois foi para o Egito e povos árabes.

A astrologia faz parte de uma das quatro ciências antigas, chamadas de Ocultas: Alquimia, Astrologia, Tarô e Cabala. Em todas elas vigora um fundamento antiquíssimo que é o postulado da correspondência universal e geral entre o homem e o cosmos. Quando inspiramos, o Universo inspira dentro de nós. Quando expiramos, lançamos uma partícula nossa no Universo. Sendo o nosso corpo o reflexo em pequena escala do cosmos, o ritmo de nossa vida é reflexo da grande vida cósmica.

A Astrologia não decreta destinos, mas pode nos dar a compreensão de nós mesmos e indicar as melhores possibilidades e circunstâncias para que se possa optar já que "o arbítrio é fazer da melhor forma possível aquilo que é preciso ser feito" (Jung).

Apesar do grande valor de diagnóstico da astrologia, não se pode esquecer que o mapa astral do indivíduo só pode ser visto e interpretado apropriadamente em conexão com as suas condições de vida, tais como: possibilidades de educação, ambiente e circunstâncias nas quais ele vive, moralidade, situação social, histórico médico, etc

ASTROLOGIA

Não faz muito tempo, a maioria das pessoas que procuravam um astrólogo faziam-no por curiosidade, para obter previsões para seu futuro, conseguir uma saída mágica para algum problema momentâneo ou, até mesmo, para distrair-se.

Quase sempre, a consulta era feita de forma sigilosa, não só para evitar comentários irônicos de amigos, mas porque a própria pessoa não sabia o que esperar de uma interpretação astrológica. O medo e o preconceito vinham juntos.

É evidente que isso ainda ocorre. Porém, cada vez mais os que procuram um astrólogo fazem-no em busca de explicações, não só para as suas próprias atitudes e comportamentos, mas para entender melhor as pessoas com quem se relacionam. Buscam compreender mudanças aparentemente inexplicáveis, períodos onde tudo fica confuso, entravado e nada parece dar certo, tempos onde as dúvidas predominam.

O QUE É ASTROLOGIA Raul V. Martinez

Nos organismos vivos se constata que há uma interação e interdependência entre suas partes ou componentes. Em cada organismo, órgãos, sistemas e células interagem e dependem uns dos outros. Cada célula, possuindo o mesmo DNA, tem o potencial para reproduzir todo organismo a que pertence, ou seja, cada célula não apenas está no todo, mas também, de certa forma, contém o todo. Interação e interdependência também existem entre seres vivos próximos, e entre eles e o meio em que vivem, com reflexos em todo o planeta. Consequentemente, há interação e interdependência, no mínimo, entre a totalidade dos seres vivos da Terra. A astrologia considera que esse processo, ou princípio de interação e interdependência, é universal, e está presente no Sistema Solar e no Universo. Considera que o Universo, que contém tudo, também se reflete em tudo, em cada uma de suas partes. Que suas partes, principalmente as estruturas mais organizadas, com funções mentais por exemplo, à semelhança do DNA celular, além de estarem contidas e interagirem no Todo, refletem simbolicamente o Todo. Dessa forma, o Todo ou sua Imagem, está contido em cada parte, conforme antigo princípio hermético. As partes do Universo funcionariam como pedaços de uma fotografia holográfica, ou de um espelho, onde cada um mostra, ou contém, toda a figura inicial. A astrologia não se enquadra nos conceitos atuais de ciência. Mas, pode ser classificada como "ciência tradicional", conforme explica Jacques Sadoul no livro que escreveu com M.Gauquelin: L'Astrologie - L'Astrologie et la Science; Le Sacre; L'Heredite; Le Fleuve du Soleil – Bibliotheque de L'Irrationnel - Edit. Denoel - Paris, 1972.

"Os cientistas distinguem as ciências experimentais (a física ou a química), as ciências de observação (a biologia) e as ciências teóricas (as matemáticas). No entanto existe, aos olhos de um grande numero de pensadores independentes, uma quarta forma de ciência, totalmente distinta das outras, ou seja, as ciências tradicionais, isto é, as ciências baseadas em uma tradição antiga e imutável que não tem necessidade de poder ser demonstrada para ser tida como verdadeira. Compreende-se que os meios científicos não possam aceitar tal noção. Nesta perspectiva, eu diria que existem essencialmente três ciências tradicionais: a filosofia, que é a ciência do homem, a alquimia, que é a ciência da matéria, e a astrologia, que é a ciência da energia, ou melhor, das energias. Sempre dentro desta perspectiva, tudo que a Universidade chama de ciência não seria de fato mais do que 'técnica', já que está sempre sujeita a aperfeiçoamentos, modificações, novidades. As ciências tradicionais, elas, são imutáveis, porque subentendem em seus princípios a intervenção da divindade (...)"

A astrologia basicamente trata de significados de configurações celestes e de suas correspondências com realidades terrestres. É uma das formas mais antigas de estudos aplicados. Ainda hoje, possivelmente continua sendo o conhecimento que melhor permite detectar elementos que diferenciam o comportamento das pessoas, assim como diferenciam o momento em que cada uma delas vivenciou ou poderá vir a vivenciar determinados tipos de experiências. A astrologia estuda macro relações simbólicas, posicionais, da Terra, do Homem e de suas instituições com o Universo próximo, no transcorrer do Tempo. Considera que cada vida reflete significados ligados a posições astronômicas, principalmente aquelas do instante e local de seu nascimento. Estas primeiras imagens, estas vistas iniciais do Universo, são suas cartas astrológicas, suas identidades astrais. Os componentes da carta astrológica, levando em conta as posições e correlações com os signos, conforme simbolismo próprio, têm significados específicos, são significadores de características ou de possibilidades de acontecimentos. As instituições humanas, como as nações, governos e empresas, assim como fatos ocorridos, sendo partes importantes do nosso universo, também possuem suas cartas astrológicas. Para a astrologia, os acontecimentos que ocorrem durante uma existência apresentam uma certa correspondência com ciclos planetários que tiveram início com a primeira inspiração, quando o ser começou a viver fora do útero materno. A vida, nesse sentido, começa com uma inspiração e termina com uma expiração. Essa relação simbólica da astrologia com o Universo, permite considerá-la como sendo uma espécie de linguagem ou forma de comunicação do meio amplo observável, com o meio restrito, em particular com o homem – esse 'universo em miniatura', criado à imagem e semelhança do Criador. Criador ou Ser Supremo, cuja manifestação mais grandiosa é o Universo. Para a prática astrológica, além das relações específicas, simbólicas, posicionais dos astros, se necessita conhecer outros elementos, que também possam interferir no que está sendo estudado. O componente astrológico, importante, não é o único que deve ser considerado do conjunto daqueles que compõem os quadros dos eventos, ou de suas possibilidades. Ou seja, o estudo astrológico não é um processo divinatório, é sempre um processo amplo de análise de fatores existentes ou possíveis. Enfim, astrologia não é astromancia.

O que é Astrologia ?

A Astrologia, como ciência, explica o vínculo que existe entre o homem e o Cosmos, guiando-o e auxiliando-o a encontrar a sua sintonia com o Universo além de expressar seus potenciais e buscar seus ideais. Também ajuda a conhecer melhor seus semelhantes com o propósito de respeitá-los, amá-los e ajudá-los melhor.

No Universo rege uma ordem, cada coisa tem sua razão de ser e acontecer e nada acontece por acaso. O que somos é o resultado do que fizemos e o que seremos depende de nós.

O estudo da Astrologia e uso deste instrumento, podem apontar respostas para aqueles que não se contentam em crer, mas, que não sirva de muleta pois pode se tornar mais um problema.

A ASTROLOGIA pode ser considerada uma ciência por se basear em evidências empiritas como: experiência, experimento e observação embora possa ser completamente irracional pois é usado além do estudo a intuição. A ASTROLOGIA e a ASTRONOMIA, até o século XVII, estudavam juntas as estrelas e desde então, após a revolução da ciência, tomaram rumos diferentes. A ASTRONOMIA estuda a parte física do universo enquanto a ASTROLOGIA dá significados simbólicos ao universo. A ASTRONOMIA mostra que a terra e os planetas descrevem uma trilha através do espaço, segundo o Sol, enquanto este segue sua própria trilha atrave´s da Galaxia. A ASTROLOGIA usa o modelo mais estático e simbólico no qual a Terra permanece parada, como se fosse o centro, enquanto os planetas e o Sol giram a sua volta. Este sistema éconhecido como "SISTEMA GEOCENTRICO", ao contrario do modelo que considera o Sol como centro, o "SISTEMA HELIOCENTRICO".

Duração aproximada de cada signo:

Áries Touro Gêmeos Câncer 21/03 à 21/4 21/04 à 22/5 22/05 à 22/6 22/06 à 23/7 Leão Virgem Libra Escorpião 23/7 à 23/08 23/8 à 23/09 23/9 à 23/10 23/10 à 23/11 Sagitário Capricórnio Aquário Peixes 23/11 à 22/12 22/12 à 21/01 21/01 à 19/02 19/2 à 21/03

Os quatro elementos (quadruplicidade):

FOGO (movimento tenso) TERRA (inércia tensa)

AR (movimento flexível) ÁGUA (inércia flexiível)

Representa a pressa, auto-confiança, opulência, veemência, desconsideração, paixão ardente, orgulho, arrebatamento, natureza dominadora, combatividade, dsipotismo, vontade consciente, IR ADIANTE. Transmite vida, ideal, majestosidade. São eles:

ÁRIES LEÃO SAGITÁRIO

Os planetas emissores da energia FOGO relacionados aos signos desta energia são: Júpiter/Sagitário (forma essencialmente benéfica), Marte/Áries (forma maléfica) e Sol/Leão (forma moderadora e equilibrante). As pessoas de FOGO são predicadoras, arrebatantes, heroínas, idealistas, profetas. Psiquicamente não se envolvem com inquietudes; Mentalmente escoram-se na intuição não na lógica; Moralmente são seus próprios juízes; Artisticamente gostam onde o bem triunfa sobre o mal, a alegria sobre a dor.

 TERRA

Representa o empenho, esforço, paciência, rigidez de visão, espírito preservador, concentrado, capacidade de examinar as coisas, duvida e nega com facilidade, rigoroso, fanático, vingativo, egoísta, anelo principal é o saber. São eles:

CAPRICÓRNIO TOURO VIRGEM

Os planetas emissores da energia TERRA relacionados aos signos desta energia são: Vênus/Touro (forma essencialmente benéfica), Saturno/Capricórnio (forma maléfica) e Mercúrio/Virgem (forma moderadora e equilibrante). As pessoas de TERRA são trabalhadoras, levam as coisas a cabo, clássicos da vida, realistas (baseadas em experiências, história e fatos). Psiquicamente sem envolvimento com sentimentos e emoções; Sentimentalmente expressão física; Moralmente julgam a partir do fato consumado; Artisticamente clássicos.

 AR

Representa a mobilidade (de desejos, idéias, sentimentos, etc), elasticidade de espírito e caráter, liberdade, liberalidade, sutileza, impressionabilidade, reações vivas, caráter sensitivo, humanistas, filosofias, conhecer, estudar, recreação. São eles:

LIBRA AQUÁRIO GÊMEOS

Os planetas emissores da energia AR relacionados aos signos desta energia são: Vênus/Libra (forma essencialmente benéfica), Saturno e Urano/Aquário (forma maléfica) e Mercúrio/Gêmeos (forma moderadora e equilibrada). As pessoas de AR são rápidas de pensamento, estudiosas, pensadoras, preocupadas com a humanidade. Psiquicamente conceituam a paixão, dores em erro de discernimento; Sentimentalmente egocentrados, indiferentes; Moralmente verdadeiros; Artisticamente belezas que portem um símbolo verdadeiro.

 ÁGUA

Representa a plasticidade, indolência, amor à comodidade, temor à obrigação, romântico, fantasia, místico, visionário, delirante, artístico, m´sica, chantagem, envolvente, sonhador. São eles:

CÂNCER ESCORPIÃO PEIXES

Os planetas emissores da energia ÁGUA relacionados aos signos desta energia são: Júpiter/Peixes (forma essencialmente benéfica), Marte e Plutão/Escorpião (forma maléfica) e Lua/Câncer (forma moderadora e equilibrante) As pessoas de ÁGUA são desligadas da realidade, sonhadoras e premonitórias, preocupadas com os sentimentos. Psiquicamente proteção (simpatia) e domínio (envolvimento); Mentalmente desejos como sensores de suas idéias; Moralmente valor às razões psíquicas que geram osfatos; Artisticamente expressão artística que se apresenta sob forma peculiar.