JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

Quadras partidas - Armando Sousa


A corda que amarrou a vida
Esta por um fio vai partir
Visão da vida e amor perdida
Desfaz não volta a imergir

Amarrei as estrelas ao mar
Com fios, luz de meus olhos
Não posso parar meu sonhar
Amarrar com agua os molhos

Atrás duma serra esta outra
Cada cabeça sua sentença
Quando a visão e pouca
Sofremos dalguma doença

Quadras escritas partidas
São cacos com fios de barro
São amizades desiludidas
Agua fazer andar carro

Juntei estrelas ao mar
Para povoar os penedos
Não as deixaram agarrar
Porquê tantos segredos?

Hoje para distrair
Escrevo quadras partidas
Minha musa não volta a vir
Denegrirão nossas vidas

Na ultima quadra da vida
Partindo as linhas de amor
A verdade por nós vivida
Causa-me tristeza e dor

Prefiro cacos da verdade
Que todo o saber fingido
Que me mate esta saudade
Nossa confidencia perdido

Por Armando Sousa - Toronto, Ontário - Canadá - 24/4/2011