JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

O POETA (Armando C. Sousa)

A poesia nasce da ânsia de viver
Poesia vem à mente misturada de emoção
A ternura e poesia faz-nos o amor rever
O doce da poesia dá calma ao coração

O amor dum poeta é diferente, é sem fim
É um espaço no infinito que não se vê
Podem ser insetos nas flores do jardim
Serão beijos trocados e doçura com você

O poeta ama o encontro e estalar do beijo

Ama um olhar de alguém que espera

Ama a beleza da chuva ou do lampejo

Ama dias risonhos e meigos da primavera

 

A lua do poeta é mais doce, tem mais luar

O céu é imenso, o azul mais azulinho

Nesta imensidão, cabeças unidas a sonhar

As mãos percorrendo o corpo de mansinho

 

O poeta descreve recordações de infância

Mas segue no futuro amando-o sem vacilar

Segue em frente, não pensa na distancia

Mas um dia ruído de saudades, quer voltar

 

O poeta leva outra língua no pensamento
O poeta procura sons e rimas de amor
Mesmo sol, luar, estrelas no firmamento
Disposto a vencer, com alegria e seu suor

Para o poeta os enigmas são pequeninos
A simplicidade são as peças da adivinha
Muito amor meiguices e mil carinhos
Uma mulher, pão e filhos: uma casinha