JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

NOSSAS MÃOS (Arethuza Viana)

Gosto de ver nossas mãos entrelaçadas,

sinto muita ternura a me invadir o coração,

e penso em outras mãos desesperadas

que se estendem e imploram proteção...

 

Penso em mãos que apunhalam, violentas,

que negam esmolas, espancam gente inocente.

mãos descontroladas e sanguinolentas

que lançam bombas, que matam tanta gente!

 

Eu me envaideço de nossas mãos unidas,

que se tocam ternas, desconhecendo a dor.

Chego a ter a impressão que em nossa vida

elas sabem fazer muitas juras de amor!