JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

ESPERO... NÃO DESESPERO!

(Escrito para a Ciranda “Estou te Esperando”) (AUTOR: Fernando Reis Costa)

Não, meu amor, não preciso de esperar...

Sei que estás comigo, sempre, bem presente;

O nosso amor é vivido intensamente

E nada nem ninguém nos pode separar!

 

"Estou te esperando", é um modo de falar...

Pois o amor tal ausência não consente!

Deus nos uniu para amar eternamente

E longe ou perto... amar é sempre amar!

 

Espero, sim, que este amor unificado,

Dois corpos num só corpo, um só amor

Que somente por nós dois é repartido...

 

Seja sempre o nosso hino; e não um fado

Cantando mágoas, o desespero, a dor...

Mas sempre o nosso amor puro e sentido!...

Fernando Reis Costa

Coimbra, 26/03/2007