JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

DOCE PESADELO

Autor: José Jurandi Brito dos Santos (O Jura em Prosa e Verso)

I

I

Sinto junto aos meus os cálidos lábios teus,

E em mim o suave perfume do teu corpo.

Sinto o envolvimento dos teus braços,

Qual trepadeiras ladinas e voluptuosas.

Pairo no ar como o mais completo mandrião,

E chego a delirar de gozo e contentamento.

II

Embriago-me e afogo-me no teu amor.

Meus sentimentos barafundam-se,

E já nem mais eu sei o que razão.

III

Mas... que se passa ?

Porque afasta-te de mim?

Porque se esmaece a tua boca, teu corpo e teu cheiro ?

IV

Calmaria.

Revejo, aos poucos, as luzes do quarto e os sons da noite.

Quase sinto a reaproximação e a reentrada do espírito sob meu cordão de prata.

Acordo.

Ilusão.

Foi tudo um sonho.