JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

CONJUNTO DA OBRA
(Kolemar Rios )

Entrastes nos meus dedos tão rapidamente,
Peguei um papel qualquer, deixei-me levar...
Corrias pela folha ainda em branco
E começavas a desenhar palavras sem sentido algum.

Minha alma era leve. Meu coração num frenesi...
Meus olhos quase fechados enxergavam distante.
Minha mente transportava toda vibração de cada letra
Num único sentido:Dar vida as palavras.

E a caneta ia deslizando sobre o papel suavemente.
Já estou quase terminando o que há pouco
Era apenas uma folha de papel em branco.

A obra vai tomando forma, vida...
Agora estás pronta pra dizeres ao mundo
_Sou uma poesia, a razão transformada em ilusão.



Kolemar Rios