JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

" Bela "  (João das Flores)

Bela que tanto rí
Bela que tanto assanha
Com seu vestido de rosas
Faz fulgorosa a manhã

Bela que descaminha
Bela que despenteia
Trás um espelho n'alma
E luz que incendeia

Um dia é caprichosa
Outro, feito menina
Juro que bamboleia
Fogo que me ilumina

Disse que me namora
Finge que quer casar
Pensa que acredito
Mente pra me agradar

Disse que vai embora
Pra conhecer o mar
A tarde empalidece
Nem uma estrela a brilhar

Tudo quanto é quimera
Tudo que fez sonhar
Foi soluçar na areia
Bela não quís voltar .




Joao das Flores