JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

ANJO CANSADO (Armando Souza)

Sou anjo vindo do nada
Que aqui na terra atracou
Trouxe comigo a desdita
Àquele que me amou.


Sou Anjo de alma vazia
Em busca da salvação
Sou prisioneira dos medos
Das noites, e da escuridão.

Sou Anjo de asas caídas
Chamuscadas numa lareira
Das chamas eu sou a fumaça
O resto de uma fogueira.

Sou Anjo das tempestades
De um Mar revolto e agitado
O náufrago que a vaga levou
Um pobre barco afundado.

Sou um Anjo cansado
Militante noutras terras
Lutando por ser feliz...
Ser feliz, sem fazer guerras.