JURA EM PROSA E VERSO

POESIAS E TROVAS POPULARES

Ama tua mãe

Ama a tua mãe, enquanto a tens e enquanto

O teu sorriso é o seu deslumbramento,

Porque nunca acharás quem te ame tanto

Assim, quem tanto sinta o teu tormento!

 

Que nunca a deixes ao esquecimento...

Lembra-te sempre, na existência, o quanto

Ela chora contigo este teu pranto,

E sofre muito mais teu sofrimento!

 

Ama-a, que um dia sentirás, por certo,

A ausência dela e, de saudades mudo,

Sofrerás na aflição deste deserto...

 

E chamarás, em vão, na estrada agreste

A quem te deu seu sangue, a vida, tudo,

Em troca dos trabalhos que lhe deste !

 

(Autor Desconhecido) (Extraído do Livro A Excelência das Boas Maneiras)