JURA EM PROSA E VERSO

PAIS E FILHOS - RELACIONAMENTO

STRESS A DOIS

PSICÓLOGA APONTA SAÍDAS PARA TENSÃO CONJUGAL

Um estudo apresentado no início do mês pela Psicóloga MARIA DO SACRAMENTO TANGANELLI, da Pontifícia Universidade de Campinas, com base em experiências clínicas, expõe alguns dos principais motivos que podem desencadear o que ela classifica como STRESS CONJUGAL. 

Entre eles estão as expectativas de cada um sobre o relacionamento, como menosprezar as diferenças entre marido e mulher ou imaginar que ela deva dedicar-se mais à família que ele. 

"O modelo de casamento nem sempre é o mesmo, o que pode gerar conflitos e cobranças", explica a psicóloga. Quando isso se torna muito freqüente e ofensivo, ocorre o stress. Nessa hora. é importante que cada um dos parceiros identifique suas crenças e converso sobre elas com o outro, de maneira serena e racional.

O estudo classifica as pessoas segundo tipos de comportamento, em situações similares: O DOMINADOR - O SILENCIOSO - E O DEPENDENTE , por exemplo.

Maria Tanganelli aponta algumas regras de comunicação para evitar o Stress Conjugal:

- Antes de começar uma discussão, certifique-se de que você tem uma compreensão clara de seus sentimentos;

- Se você está aborrecido com seu parceiro, não espere que ele adivinhe os motivos. Diga o que sente e o que espera dele de maneira clara e direta;

- Não exagere nas acusações quando estiver aborrecido e muito cuidado com as ofensas;

- Converse com seu parceiro sobre estratégias para interromper a conversa quando ela tomar rumos desastrosos.