JURA EM PROSA E VERSO

HISTÓRIAS DAS CIDADES BRASILEIRAS

HISTÓRIA DA CIDADE DE ARAPIRACA/AL

Arapiraca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 
 
Município de Arapiraca
[[Imagem:|250px|none|]]
"Capital brasileira do fumo"
Brasão desconhecido Bandeira
Hino
Aniversário {{{aniversário}}}
Fundação 1924
Gentílico Arapiraquense
Lema Cada vez mais forte
Prefeito(a) Luciano Barbosa
no cargo até 2008
Localização
{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}" {{{lonP}}}
Estado Alagoas
Mesorregião Agreste Alagoano
Microrregião Arapiraca
Região metropolitana {{{região_metropolitana}}}
Municípios limítrofes Igaci, São Sebastião, Coité do Nóia, Limoeiro, Anadia, Lagoa da Canoa, Feira Grande, Craíbas e Junqueiro
Distância até a capital 145 quilômetros
Características geográficas
Área 351 km²
População 202.390 hab. est. 2006
Densidade 576,6 hab./km²
Altitude 264 metros
Clima Tropical
Fuso horário UTC -3
Indicadores
IDH 0,656 2000
PIB R$ 477.205.000,00 IBGE 2004
PIB per capita R$ 2.416,00 IBGE/2004

Arapiraca é um município que fica localizado na região central (Agreste) de Alagoas.

Índice

[esconder]

[editar] Características

Sua população é de 202.390 habitantes (2006) e sua área é de 351 km² (576,6 h/km²). A cidade, situada numa ampla planície, fica a 265m de altitude, distando 128km de Maceió e 44km de Palmeira dos Índios. O clima é considerado um dos mais saudáveis do estado.

Uma das mais importantes cidades do interior alagoano, Arapiraca destaca-se como o principal centro comercial da região sertaneja. O município de Arapiraca localiza-se no centro geográfico do estado de Alagoas. A área de influência direta do município atinge uma população de aproximadamente meio milhão de habitantes.

Limita ao norte com o município de Igaci, ao sul com o município de São Sebastião, a leste com os municípios de Coité do Nóia e Limoeiro de Anadia, a oeste com os municípios de Lagoa da Canoa e Feira Grande, a noroeste com o município de Craíbas e a sudeste com o município de Junqueiro.

Seu prefeito atual é o Luciano Barbosa ex- ministro das integrações do governo Fernando Henrique Cardoso.

 Economia

A cultura do fumo teve importância fundamental para a elevação de Arapiraca ao status de município, uma vez que o conhecido "ouro verde" brotava nos latifúndios das tradicionais famílias que resolveram se estabelecer no local, que alcançou maior desenvolvimento econômico que Anadia.

Numa sociedade eminentemente rural, Arapiraca passou a ter um destaque nacional na cultura fumageira, chegando até mesmo a ostentar o título de Capital Brasileira do Fumo, por ser o município com a maior produção de fumo do país.

Paralelo ao desenvolvimento do fumo, Arapiraca também ficou conhecida através de sua feira livre às segundas-feiras, quando comerciantes de vários municípios vizinhos vinham à cidade vender seus produtos em bancas. Um dos fatores que deram fama ao comércio de Arapiraca se deve à localização na região central do Estado.

História

O local começou a ser povoado na primeira metade do século XIX. Como distrito, Arapiraca esteve subordinada, sucessivamente, a Penedo, Porto Real do Colégio, São Brás e Limoeiro. Foi elevado à categoria de município em 30 de maio de 1924, constituindo-se de territórios desmembrados de Palmeira dos Índios, Porto Real, São Brás, Traipu e Limoeiro.

A partir da década de 70, por conta da grande área plantada de fumo, que gerou um excesso do produto nas indústrias que haviam na região, e a consequente diminuição no preço da folha de fumo, acabou provocando a decadência da fumicultura, que resiste até hoje, mas com menor impacto para a economia, embora ainda seja fonte de renda para cerca de 60% da população que vive na zona rural do município.