JURA EM PROSA E VERSO

HISTÓRIAS DAS CIDADES BRASILEIRAS

HISTÓRIA DE ALTAMIRA /PA

--------------------------------------------------------------------------------

Altamira teve origem na missões dos Jesuítas, na primeira metade do século XVIII, quando ainda integrava o gigantesco município de Souzel. Através da excursão do Jesuíta Roque de Hunderfund deu-se o primeiro registro histórico de colonização praticada nesse território, onde foi fundada às margens do Igarapé dos Panelas, uma missão catequética destinada aos índios que habitavam toda a região. A floresta densa ocupava toda extensão terrestre. Muitas pedras, verdadeiras rochas, que fechavam os percursos fluviais, foram obstáculos aos navegantes, que tiveram de suportar muitas dificuldades para atingir a colonização. Com auxílio da mão-de-obra indígena, os freis italianos Capuchinhos conseguiram abrir um pequeno atalho o baixo ao médio Xingu. O projeto foi acelerado com a adequação do trabalho escravo africano na selva amazônica. Em 1880, época em que houve imigração proveniente de várias partes do mundo, começou o povoamento da região entre os igarapés Ambé e Panelas, que posteriormente fomentaria a criação do Município de Altamira, em 6 de Novembro de 1911, já de acordo com a Lei Estadual nº 1.234.

Ao longo dos anos, a intensificação do comércio e o progresso econômico traçou o perfil de uma cidade ativa, que passou a ter agências bancárias, hospitais, aeroporto, correios, além de crescimento demográfico e comercial. Altamira vivenciou momentos históricos com a vinda de dois Presidentes da República. O primeiro foi Emílio Garrastazu Médice, que em 1970 deu início a construção da Rodovia Transamazônica. Diz assim o marco inaugural : "Retornando, depois de vinte meses, às paragens históricas do Rio Xingu, onde assistiu ao início da construção desta imensa via de integração Nacional, o Presidente Emílio Garrastazu Médice entregou hoje ao tráfego, o primeiro grande segmento da TRANSAMAZÔNICA, entre o Tocantins e o Tapajós, traduzindoa determinação do povo brasileiro de construir um grande e vigoroso País. Altamira, 27 de setembro de 1972".

Em junho de 1998, o Presidente Fernando Henrique Cardoso e demais parlamentares inauguraram o projeto Tramoeste, que trouxe para o município a energia firme de Tucuruí.

Altamira é uma cidade bela, bem estruturada. Tem cerca de 600 comércios dos ramos mais variados, indústrias, hotéis, feiras livres, praças, aeroporto, rodoviária, serviço de transporte coletivo, pontos de táxi, cinco hospitais, sendo que um deles o Hospital Municipal de Altamira, recebe pacientes de toda região e possui UTI (Unidade de terapia Intensiva). Possui clínicas para tratamento do coração,dentário, psicológico e fonoaudiológico. Na área Educacional, escolas com cursos desde o pré-escolar ao 2º grau, dois campi universitários, sendo um da Universidade Federal do Pará e um da Universidade Estadual do Pará que atendem alunos de toda região. A população, cerca de 85 mil habitantes, é formada por caboclos, mamelucos e cafuzos descendentes de índio que já habitavam a região há muito tempo. De outras partes do Brasil, vieram os nordestinos e sulistas da década de 70, quando da abertura da Rodovia Transamazônica.

Os imigrantes que aqui chegaram, estabeleceram um modelo econômico para subsistir e contribuíram muito para a formação do povo altamirense. O grande ponto de referência geográfica da cidade, é a rodovia Transamazônica (BR230), que corta o seu território pelos dois extremos e liga-o ao resto do Brasil.Aberta em 1970, no governo do Presidente Médice, a rodovia proporcionou um grande fluxo migratório para a região. A rodovia ainda não foi pavimentada.

Com a chegada da energia elétrica de Tucuruí, em junho de 1998, a população agora reivindica junto ao Governo Federal o asfaltamento da rodoviapara o desenvolvimento da região. Altamira é cidade pólo e dá suporte aos municípios de Uruará, Brasil Novo, Medicilândia, Vitória do Xingu e Senador José Porfírio em setores diversos como saúde, educação, agricultura e comércio. O território altamirense é dividido em dois distritos: Princesa do Xingu, distante de Altamira 25Km, e Castelo de Sonhos, a 1100Km de Altamira, na divisa com Mato Grosso. Devido a essa imensidão territorial, temos dois fusos horários no município. Em Castelo de Sonhos, a diferença é de uma hora para Altamira. Altamira é a cidade do Rio Xingu, da pesca esportiva,do turismo, da agricultura, do artesanato, da pecuária, do comércio e das tribos indígenas.