JURA EM PROSA E VERSO

HUMOR - TEXTOS

Piadas do José Vasconcelos

(12 PIADAS)

 

José Tomás da Cunha Vasconcelos Neto nasceu em Rio Branco, Acre (O quê? No Acre? Nasce gente lá? Eu achava que no Acre só havia borracha... Então o Zé é um borrachudo), em 20 de março de 1926, conhecido por José Vasconcelos, é ator e humorista. Começou no rádio. Em 1960 gravou um disco pela Odeon, "Eu Sou o Espetáculo", sendo provavelmente o primeiro humorista a vender mais de 100 mil cópias de um LP do gênero. Seu sucesso abriu caminho para que outras gravadoras investissem no segmento. É um grande imitador, principalmente das vozes do rádio e também de artistas de cinema. Seu humor tem uma saudável característica: não é apelativo. Eu nunca escutei o Zé falando palavrão. As piadas que aqui estão foram tiradas da minha memória mesmo. Das vezes que vi e ouvi o Zé nos seus shows, discos e apresentações na televisão. Atuamente o humorista ministra, para faculdades, empresas e demais interessados, os cursos: “Desenvolvimento do pensamento” e “A filosofia do sucesso”.

(O Jura em Prosa e Verso acrescenta a este comentário inicial: Ele gravou, também os  EXCELENTES LPs de Humor EU SOU O ESPETÁCULO...  --  O MUNDO ALEGRE DE JOSÉ VASCONCELOS e E O ESPETÁCULO CONTINUA)

1.

Ladrão porco

Sujeito entrou no chiqueiro para roubar um porco. Ou seja, ladrão porco. Pegou o suíno, colocou-o às costas e saiu naquela velha base... o porco pesava meia tonelada... O dono ouviu a gritaria e pegou o sujeito em flagrante:

- Carregando um porco, heim?

E o sujeito assustado e movendo as mãos como se estivesse tirando caspas:

- Porco? Que porco? Tira esse bicho daí, tira esse bicho daí!!!!

2.

Como te llamas?

Há uma conhecida piada, já no repertório de José Vasconcelos, do mexicano que chega pro outro e diz:

- Hombre, como te llamas?

- Alfredo.

O mexicano saca da arma, dispara, sopra a fumaça do revólver - e diz:

- Te llamabas...

3.

Susto no vôo

Durante o vôo, o comandante pega o microfone e fala:

- Senhores passageiros, quem vos fala é o comandante. Estamos voando a uma altitude de 9.800 metros, numa velocidade de 920 quilômetros por hora. Neste momento estamos sobrevoando a cidade de... O que é isso? ...plóct... tréc... crash... Oh! Meu Deus!

Alguns segundos depois...

- Senhores passageiros, desculpem o susto, mas enquanto eu falava fui

pegar a minha xícara de café e acabei derrubando nas minhas calças...

- Ahhh! - fizeram os passageiros, aliviados!

- Puxa! - continuou o comandante, para distrair - vocês precisam ver em que estado ficou a parte da frente das minhas calças...

Ao que alguém lá no fundo gritou:

- E o senhor precisar ver em que estado ficou a parte de trás da minha cueca!

4.

Pipi no muro

A mulher estava em casa esperando o marido chegar, nervosa... O marido chega e ela vai logo dizendo:

- Ai Alberto, você precisa fazer alguma coisa...

- Que é que foi, minha querida, o que foi?

- Venha ver, venha ver. O namorado da Lucinha escreveu no nosso muro: “Lucinha eu te amo”.

- E que é que tem isso demais?

- É que está escrito com xixi...

- Ora meu bem... quando a gente namorava eu cansei de escrever seu nome nos muros com xixi.

- É, eu sei.

- Então qual é o problema?

- É que essa frase aí foi escrita com a caligrafia da Lucinha!!!!

5.

Que azar

Doutor, que azar o meu! Estava passeando com minha mulher à beira do lago e ela levou o maior tombo...

- Mas que coisa!

- É, doutor! Aí ela rolou pela ribanceira e caiu no lago.

- Que horror!...

- Espere, doutor! Isto ainda não é o pior. Quando a tirei da água, ela havia perdido a fala: ficara completamente muda.

- Mas que azar, meu Deus!

- O pior de tudo, doutor, é que quando chegamos em casa ela começou a falar de novo!

6.

Na lojinha do Samir

Um cara engravatado entra na lojinha do Samir na rua da Alfândega e olha com desprezo para o balcão escuro, as roupas penduradas em ganchos e o chão de tacos de madeira sem polimento.

O Samir se irrita com o desprezo do sujeito, e resmunga:

-"Está olhando feio bra lujinha de Samir? Com este lujinha, Samir tem apartamento Ipanema, tem casa Búzios, tem casa Campos da Jordão, tem casa Riviera do Zão Lourenzo, tem apartamento Beirute, tem filho estuda medicina Estados Unidos, tem filha estuda moda Paris, tudo só com lujinha!"

O sujeito vira e diz:

-O senhor sabe quem eu sou? Eu sou fiscal do Imposto de Renda!"

-"Muito brazer! Eu Samir, maior mentiroso de rua Alfândega"

7.

Pescaria

Quatro amigos casados foram pescar. O primeiro deles comentou:

- Vocês não fazem idéia do que eu tive que fazer para poder vir pescar... eu tive que prometer à minha mulher que eu pintaria a casa inteirinha no próximo fim de semana.

O segundo homem disse:

- Isso não é nada! Eu prometi à minha mulher que eu construiria uma piscina no fundo de casa.

O terceiro amigo disse:

- Credo! Está muito fácil para vocês! Eu tive que prometer que iria remodelar a cozinha para ela. E continuaram a pescar, até que perceberam que o quarto homem não tinha falado nada. Então eles decidiram perguntar o que ele fez para ser possível ir à pescaria:

- O que foi que você prometeu a sua mulher?

E o quarto amigo:

- Eu pus o meu relógio para me acordar às 5:30 da manhã. Quando o relógio tocou, eu dei um toque na minha mulher e perguntei: - Pescaria ou Sexo?

E ela me respondeu:

- Leve um agasalho.

8.

Carro diferente

Na oficina mecânica, empregado encontra um carrapato no cabelo e pergunta ao português seu patrão:

- Ó seu Manél, isso aqui é um carrapato?

O português que estava deitado debaixo de um automóvel e não podia ver o empregado:

- Só se for um tipo de carro novo, porque eu só conheço carro à álcool, carro a diesel, carro a gasolina.

9.

O quinto elemento

A cabeça de Maria estava a maior confusão. Ela já era mãe de quatro filhos e, um dia lá, resolveu parar de fazer sexo com o Manoel.

- Ôpa, Maria. Que queres dizer com isso?

- Não quero ter o quinto filho.

- E por quê?

- Eu não quero ter chineses aqui em casa!

- Chinês?

- É. Tu não lês os jornais? De cada cinco crianças que nascem no mundo, uma é chinesa!

10.

Minha casa

Dois cidadãos completamente bêbados em um boteco, saem e seguem a mesma direção. Em uma rua, chegando em frente a um portão um deles exclama:

- Eu moro ali naquele portão azul.

E o outro diz:

- Não, não, eu é que moro ali.

- Será que eu não sei onde é meu próprio lar? Eu moro ali cara.

- Quem mora nessa casa sou eu.

- Você está bêbado, essa casa é minha.

- Minha!!!!!!

Então aparece uma senhora de camisola, abre o portão e diz:

- Bonito heim? Pai e filho chegando em casa bêbados.

11.

Otimista

Um garoto de 15 anos chega na farmácia e pede uma camisinha.

O farmacêutico olha para o rapaz com um olhar surpreso:

- É que eu vou jantar na casa da minha namorada - justifica-se o garoto. Nunca se sabe... De repente, pode rolar um clima...

O farmacêutico entrega o preservativo para o rapaz, este paga e vai embora.

Cinco minutos depois está ele de volta e pede outra camisinha.

- Lembrei que a prima da minha namorada também vai estar lá e ela é muito gostosa! Talvez ela se interesse por mim... Só por precaução acho melhor levar mais uma!

O rapaz embolsa a segunda camisinha, paga e vai embora. Logo depois está de volta.

- Sabe, moço! Eu estive pensando e acho que seria melhor eu levar mais uma, só por precaução. Eu ouvi dizer que a mãe dela é tarada por rapazes novos e, quem sabe, ela também se interesse por mim.

À noite, no jantar com a namorada, a família toda reunida a mesa, o rapaz permanece o tempo inteiro no mais absoluto silêncio.

Ao final do jantar, a menina se vira para o rapaz e cochicha:

- Puxa, Reginaldo, você não falou uma palavra! Não sabia que você era tímido!

- E eu não sabia que seu pai era farmacêutico!

12.

A pior dor...

Duas senhoras discutem a respeito de dores:

- Amiga, a pior dor que existe é a dor de parto.

- Discordo. A pior dor é a dor de dente.

- Não, não. É a dor de parto...

- Pois ainda acho que é dor de dente.

- Dor de parto!

- Dor de dente!

E aí aparece o português que estava ouvindo tudo e opina:

- Pois as senhores estão dizendo isso porque nunca levaram uma