JURA EM PROSA E VERSO

 

MINEIROS - PIADAS DE MINEIROS

 

 

O Gaúcho e o Mineiro

O mineiro vai e pede um copo de leite la no buteco no Rio Grande do Sul. Aparece um gaúcho cheio de prosa e diz:
– Mas bah tchê, aqui no Rio Grande do Sul nós não gostamos de homem que bebe leite!
O mineiro prontamente responde:
– Uai sô, em Minas nóis não gosta de homem de jeito nenhum!

O Mineiro e o Gênio da Lâmpada

Um mineirinho estava caminhando e encontrou uma lâmpada mágica. Esfregou ela e apareceu um Gênio de dentro.
– Te oferecço 3 desejos!
O mineiro pensou e disse:
– Eu quero um queijo!
E o gênio deu o queijo. E disse:
– Qual o 2º pedido?
– Hmmmm… me dá outro queijo!!
– Tem certeza?
– Tenho sim!
E o gênio deu o 2º queijo e disse:
– Agora preste muita atenção no que vai pedir! Qual é o 3º?
– Eu quero uma muié!
E o gênio deu a mulher mas, por curiosidade, perguntou:
– Desculpe, mas o que vai fazer com uma mulher e 2 queijos?
– É que eu fiquei com vergonha de pedir outro queijo!

Os Pedreiros Mineiros

Dois pedreiro de Minas Gerais foram até o Egito fazer uma construção por lá. Chegando lá, tomaram um taxi para o local e passaram pelo deserto, quando um vira para o outro e diz:
– Uai sô, mais que serviço complicado viu!
– Por quê sô?
– Óia o tanto de areia, imagina quando chega o cimento.

O Mineiro e a Nudez

Dois compadres mineiros estavam bem sossegados, fumando seus cigarros de palha e proseando.
Conversa vai, conversa vem, eis que a uma certa altura um pergunta para o outro:
— Cumpádi, u quê quiocê acha dessi negóçio de nudez?
No que o outro respondeu:
— Achu bão, sô!
O outro ficou assim, pensativo, meditativo… E perguntou de novo:
— Ocê acha bão pur causdi quê, cumpádi?
E o outro:
— Uai! É mió nudêis qui nu nosso, né não?

Mineiro Limpo

O mineiro entra no boteco e lê na placa:

Sanduíche de queijo – 2 reais
Sanduíche de pernil – 5 reais
Acariciar órgão sexual – 10 reais

Então ele rapidamente vê quanto tem na carteira, vai até o balcão e chama uma das três lindas garotas que estavam no balcão:
— Posso ajudar? — pergunta uma delas com um sorriso malicioso.
— É você quem faz as carícias no órgão sexual por dez reais?
— Sou eu sim, querido… Você vai querer?
— Vou querer que você vá lavar essas mãos, porque eu quero um sanduíche de queijo!

Nóis Vive Bem

O Gaúcho chega e diz:
– Bah tchê, lá no Rio Grande do Sul só tem macho! Muito macho!
O mineiro responde:
– Uai que estranho sô, lá em minas nóis é metade muié e metade homi, e nós vive é bão dimais!

Minerinho Ligeiro

Um mineirinho bom de cama, passando por New York, pega uma americana e
parte para os finalmentes.
Durante a relação, a americana fica louca e começa a gritar:
– Once more, once more, once more…..(tradução de once more: ‘mais uma
vez’)
E o mineirinho responde desesperado:
– Beozonte, Beozonte, Beozonte…..

O Mineiro e a Passagem

O mineirin vai a uma estação ferroviária para comprar um bilhete.
– Quero uma passagem para o Esbui – solicita ao atendente.
– Não entendi; o senhor pode repetir?
– Quero uma passage para o Esbui!
– Sinto muito, senhor, não temos passagem para o Esbui.
Aborrecido, o minero se afasta do guichê, se aproxima do amigo que o
estava aguardando e lamenta:
– Olha, Esbui, o homem falou que prá ocê não tem passagem não!

O Mineiro Preguiçoso

Uma pesquisadora do IBGE bate à porta de um sitiozinho perdido no interior
de Minas.
– Essa terra dá mandioca?
– Não, senhora. – responde o roceiro.
– Dá batata?
– Também não, senhora!
– Dá feijão?
– Nunca deu!
– Arroz?
– De jeito nenhum!
– Milho?
– Nem brincando!
– Quer dizer que por aqui não adianta plantar nada?
– Ah! … Se plantar é diferente..

Minerin na Hora da Morte

Velhinho, mineiro de Berlândia, está no hospital, nas últimas… O padre está ao seu lado para dar-lhe a extrema-unção.
Ele lhe diz ao ouvido:
– Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio.
Mas o velhinho fica quieto.
O padre insiste:
– Antes de morrer, reafirme a sua fé em nosso Senhor Jesus Cristo e renegue o Demônio.
E o velhinho….. nada.
Então o padre pergunta:
– Por que é que o senhor não quer renegar o Demônio?
O velhinho responde:
– Enquanto eu não souber para onde vou, não quero ficar de mal com ninguém

Comida pra Porco

O comerciante paulista viaja pela primeira vez na vida para Belo Horizonte e resolve experimentar as delícias da famosa comida mineira.
Ele vai então a um restaurante de comida típica e, como não conhece os nomes das iguarias, pede para o garçom servir os pratos mais tradicionais.
Minutos depois, o garçom volta com vários pratos, entre eles, abóbora cozida.
— Mas o que é isso, garçom? — indigna o paulista — Lá em São Paulo, abóbora cozida é comida para porco!
— Uai, aqui também!

O Verbo

– Diz aí um verbo!
Ele pensou, pensou e respondeu indeciso:
– Bicicreta.
– Não é bicicreta, seu mineiro burro, é bicicleta. E bicicleta não é verbo!
Perguntaram a outro mineiro:
– Diz você aí um verbo!
Ele também pensou, pensou e arriscou ressabiado:
– Prástico.- Não é prástico, ô mineiro burro, é plástico. E plástico não é verbo!
Perguntaram a um terceiro mineiro:
– Diz aí um verbo!
Esse aí nem pensou:
– Hospedar.
– Muito bem! Até que enfim um mineiro inteligente. Agora diga aí uma frase com o verbo que você escolheu.
O mineiro encheu o peito de coragem e mandou bala:
– Hospedar da bicicreta são de prástico!

É Firme?

Um mineiro estava sentado em frente a televisão sossegado, quando passa um compadre na janela e pergunta:
– Firme cumpade?
E o outro responde :
– Não, é novela mermo!!!

O Mineiro Atropelado

Seu Zé, mineirinho, pensou bem e decidiu que os ferimentos que sofreu num acidente de trânsito eram sérios o suficiente para levar o dono do outro carro ao tribunal.
No tribunal, o advogado do réu começou a inquirir seu Zé:
– O Senhor não disse na hora do acidente “Estou ótimo”?
E seu Zé responde:
– Bem, vou lhe contar o que aconteceu. Eu tinha acabado de colocar minha
mula favorita na caminhonete…
– Eu não pedi detalhes! – interrompeu o advogado – Só responda à pergunta:
O Senhor não disse na cena do acidente: “Estou ótimo”?
– Bem, eu coloquei a mula na caminhonete e estava descendo a rodovia…
O advogado interrompe novamente e diz:
– Meritíssimo, estou tentando estabelecer os fatos aqui. Na cena do acidente este homem disse ao patrulheiro rodoviário que estava bem. Agora, várias semanas após o acidente ele está tentando processar meu cliente, e isso é uma fraude. Por favor, poderia dizer a ele que simplesmente responda à pergunta?
Mas, a essa altura, o Juiz estava muito interessado na resposta de seu Zé e
disse ao advogado:
– Eu gostaria de ouvir o que ele tem a dizer. Seu Zé agradeceu ao Juiz e
prosseguiu:
– Como eu estava dizendo, coloquei a mula na caminhonete e estava descendo a rodovia quando uma pick-up atravessou o sinal vermelho e bateu na minha caminhonete bem na lateral. Eu fui lançado fora do carro para um lado da rodovia e a mula foi lançada pro outro lado. Eu estava muito ferido e não podia me mover. De qualquer forma, eu podia ouvir a mula zurrando e grunhindo e, pelo barulho, eu pude perceber que o estado dela era muito ruim. Logo após o acidente, o patrulheiro rodoviário chegou ao local. Ele ouviu a mula gritando e zurrando e foi até onde ela estava. Depois de dar uma olhada nela, ele pegou a arma e atirou 3 vezes bem entre os olhos do animal.
Então, o policial atravessou a estrada com a arma na mão, olhou para mim e disse:
” Sua mula estava muito mal e eu tive que atirar nela. Como o senhor está se
sentindo?”
– O que o Sr. falaria, meritíssimo???

O Suor

Num baile lá em minas, tinha um mineirinho que suava tanto que nenhuma mulher queria dançar com ele. Até que, penalizada, uma mineirinha resolve dançar com o suadão.
Depois de uns tres passos, já toda encharcada, ela diz:
– Vo-cê sua heim!
imediatamente ele diz:
– Hó meu amor também serei todo seu. E deu-lhe aquele abraço!

Sou parente da vítima

Um certo dia dois mineiros estavam passando na rua e viram um monte de gente formando um circulo e ficaram curiosos, e um dos mineiros perguntou ao outro:
– ô compadre como nós vamos conseguir vê o que aconteceu?
e o outro responde:
– ô compadre me segui que eu tenho uma idéia!
e la se foram os dois falando:
– Da licença, nós somo os parente da vitima, da licença nós somos os parentes da vitima, da licença nós somos os parentes da vitima!!
E quando chegaram lá, todos começaram a rir, vendo que era um jumento atropelado!!

O Mineiro não sabe de Nada

Um Carioca Chega em Minas Gerais e fica perdido na roça logo encontra um mineiro, e pergunta:
– Você sabe me informar aonde estamos?
E o mineiro responde:
– Sei não senhor!
– Sabe como eu faço para chegar na central? perguntou o carioca.
Responde ao mineiro:
– sei não senhor!
Carioca pergunta:
– Sabe como faço para chegar na rodoviária?
Responde o mineiro:
– Sei não senhor!
O Carioca já irritado fala:
– Po Mineiro, você não sabe de nada não?
E o mineiro responde:
– Sei não senhor! Mais pelo menos, eu não estou perdido!

O Exército

Dois mineirinhos, o Tonho e o Manuér foram se alistar no exército.
– O que você veio fazer aqui? – perguntou o Coronel.
– Uai! Vim fazê o quartér!
– Fazer o quartel não, rapaz! – esbravejou o Coronel. – O quartel já está pronto! Você veio é servir a pátria, entendeu?
– Entendi, sim senhor!
O Coronel continuou:
– O que é aquilo? – perguntou apontando para a Bandeira do Brasil.
– Ara… Isso é uma bandeirinha…
– Banderinha, não! Isso é sua mãe, tá entendendo?! A partir de hoje isso é sua mãe! Sai da minha frente!
Todo sem graça, Tonho saiu e foi a vez de Manuér:
– O que você veio fazer aqui? – perguntou o Coronel.
– Eu vim servi a pátria!
– Muito bem – e apontando para a bandeira: – E o que é aquilo?
– Uai… essa é a tia Lilica, a mãe do Tonho…