JURA EM PROSA E VERSO

ESCOLA DE PAIS - DINÂMICA DE GRUPO - TEATRO

 

7º Círculo – MEU FILHO E A ESCOLA

28 DE MAIO DE 2004

ESCOLA MUNICIPAL JARDIM PETROLAR

CASAL COORDENADOR:

DELBA/JURA

(Escolhe-se entre os componentes do Grupo 08 Atores (Dois para cada Ato), faz-se um ligeiro ensaio com os atores e inicia-se a interpretação)

GRUPO DE TEATRO “ESCOLA DE PAIS” APRESENTA:

UMA CENA DOMÉSTICA EM QUATRO ATOS

ATO Nº 1

MATERIAL NECESSÁRIO:

Um boletim escolar

Uma cadeira

ATORES:  Um circulista representando O FILHO

                  Uma circulista representando A MÂE

 

ATO Nº 1 - DESENVOLVIMENTO:

MÃE   ( Sentada numa cadeira, lendo uma revista.)

FILHO – Entra na sala, meio desconfiado, com o Boletim nas mãos.

FILHO – Oi! MÃE!

MÃE   (Nem levanta os olhos da revista. Apenas faz um gesto com uma mão)

FILHO – Mãe! Recebi hoje meu Boletim. Infelizmente não fui muito bem nesta Unidade.

 

MÃE    - (Levantando-se de supetão)

 - O que?  Você tirou notas baixas? – Me dê logo essa Porcaria!!

 

FILHO  - Mãe! Eu estou tendo dificuldade em Português e Matemática. E a nota de comportamento é por causa de uma colega que fica o tempo todo puxando conversa e brincadeiras comigo, aí a professora castiga a mim e a ela. Não é culpa minha não!

 

MÃE -  (Dá UMA OLHADA NO BOLETIM, e diz:)    - Você é mesmo um incompetente! Seu burro! Eu e seu pai nos matamos de trabalhar para lhe dar as coisas e você só consegue isso! É um incompetente! Nunca vai ser nada na vida! Você é um inútil.  Não presta pra nada! Suma da minha vista pra eu não lhe matar de porrada!!!

 

            FILH0 (Sai cabisbaixo da sala, mostrando profunda tristeza e incompreensão pela reação exagerada e injusta da mãe).)

 

 

 

 

 

 

7º Círculo – MEU FILHO E A ESCOLA

28 DE MAIO DE 2004

ESCOLA MUNICIPAL JARDIM PETROLAR

CASAL COORDENADOR:

DELBA/JURA

GRUPO DE TEATRO “ESCOLA DE PAIS” APRESENTA:

UMA CENA DOMÉSTICA EM QUATRO ATOS

ATO Nº 2

MATERIAL NECESSÁRIO:

Um boletim escolar

Uma cadeira

ATORES:  Um circulista representando O FILHO

                  Um circulista representando O PAI

 

ATO Nº 2 - DESENVOLVIMENTO:

PAI  ( Sentada numa cadeira, lendo uma revista.)

FILHO – Entra na sala, meio desconfiado, com o Boletim nas mãos.

FILHO – Oi! Pai!

PAI   - Oi! Filho! Já chegou da escola?

FILHO – Pai! Recebi hoje meu Boletim. Infelizmente não fui muito bem nesta Unidade.

 

PAI    Deixe eu dar uma olhada! (Recebe o Boletim) Hum!!! 3,00 em Matemática; 2,5 em Português; e 4,5 em Comportamento. Como pode ser isto?

 

FILHO  - Pai! Eu estou tendo dificuldade em Português e Matemática. E a nota de comportamento é por causa de uma colega que fica o tempo todo puxando conversa e brincadeiras comigo, aí a professora castiga a mim e a ela. Não é culpa minha não!

 

PAI     -  Bem, você tem que estudar mais as matérias que tem mais dificuldade. Se você quiser eu posso lhe pagar uma banca de Português e Matemática para lhe ajudar a complementar o estudo. Se esforce mais que você consegue.

               Agora, quanto ao comportamento,  sua desculpa não me convence. Uma semana de castigo, sem sair de casa , sem sobremesa e sem merenda. E eu ainda vou conversar com sua Professora pra saber o que está acontecendo com você.

 

            FILH0 (Sai demonstrando tristeza)

 

 

 

 

 

7º Círculo – MEU FILHO E A ESCOLA

28 DE MAIO DE 2004

ESCOLA MUNICIPAL JARDIM PETROLAR

CASAL COORDENADOR:

DELBA/JURA

GRUPO DE TEATRO “ESCOLA DE PAIS” APRESENTA:

UMA CENA DOMÉSTICA EM QUATRO ATOS

ATO Nº 3

MATERIAL NECESSÁRIO:

Um boletim escolar com Notas baixas

Duas cadeiras

ATORES:  Uma circulista representando A FILHA

                  Uma circulista representando A MÂE

 

ATO Nº 3 - DESENVOLVIMENTO:

MÃE   ( Sentada numa cadeira, lendo uma revista.)

FILHA – Entra na sala, meio desconfiada, com o Boletim nas mãos.

FILHA – Oi! MÃE!

MÃE  - Oi! Filha! Já chegou da Escola? Como foi seu dia na Escola hoje?

 

FILHA – Mãe! Recebi hoje meu Boletim. Infelizmente não fui muito bem nesta Unidade.

 

MÃE    - Deixe eu dar uma olhada. (Recebe o Boletim)

                Primeiro, minha filha, deixe eu lhe dar um abraço e um beijo por suas notas em Ciências 9,0, Geografia 9,5 e Religião 10,0 . Estão  muito boas. Meus Parabéns. Seu pai vai gostar quando eu lhe contar que você está tão bem em Ciências, Geografia e Religião. Você é motivo de orgulho para nós.

                Mas eu estou vendo aqui que você não se saiu bem em  Matemática 3,0  -Português 2,5 e ainda teve 4,5 em Comportamento. Como pode ser isto?

 

FILHA – Mãe! Eu estou tendo muita dificuldade em Português e Matemática . E a nota de comportamento é por causa de uma colega que fica o tempo todo puxando conversa e brincadeira comigo, aí a professora castiga a mim e a ela junto. Não é culpa minha não!

 

MÃE -  Filha! Sente-se aqui perto de mim. (ESPERA) Bem, você tem que estudar mais as matérias que tem mais dificuldade. Eu mesmo vou ver se consigo mais tempo para lhe ajudar a estudar Português e Matemática.

Amanhã vou ver sua Professora para combinar com ela como fazer para lhe ajudar a melhorar seu comportamento. Talvez eu peça a ela para mudar sua carteira para longe da colega que lhe atrapalha.

Minha Filha! É importante que você ajude sua professora não brincando nem conversando durante as aulas. Quem sabe se não é por isso que você está se saindo mal em duas matérias? Você é uma boa menina, todos gostam de você. Se esforce que você conseguirá bom resultado na próxima unidade.

            FILHA (Sai pensativa)

 

7º Círculo – MEU FILHO E A ESCOLA

28 DE MAIO DE 2004

ESCOLA MUNICIPAL JARDIM PETROLAR

CASAL COORDENADOR:

DELBA/JURA

GRUPO DE TEATRO “ESCOLA DE PAIS” APRESENTA:

UMA CENA DOMÉSTICA EM QUATRO ATOS

ATO Nº 4

MATERIAL NECESSÁRIO:

Um boletim escolar com Notas baixas

Uma cadeira

ATORES:  Uma circulista representando A FILHA

                  Um circulista representando O PAI

 

ATO Nº 4- DESENVOLVIMENTO:

PAI  ( Sentado numa cadeira, lendo uma revista.)

FILHA – Entra na sala, meio desconfiada, com o Boletim nas mãos.

FILHA – Oi! PAI!

PAI   - Oi!

FILHA – Pai! Recebi hoje meu Boletim. Infelizmente não fui muito bem nesta Unidade.

 

PAI    - Não está vendo que estou ocupado?

             Deixe aí em cima que qualquer hora dessas eu assino.

               

 

FILHA – Mas pai. Eu me saí mal e Matemática e Português. Como é que eu faço para superar isso na próxima Unidade?

 

PAI!  - Ora não me amole!  Se vire! Só não venha me dizer no final do ano que foi reprovada que eu vou virar uma fera.

              Olhe! Tome aqui dez reais , vá fazer um lanche por aí e me deixe em paz, tá?

 

            FILHA (Sai pensativa)

 Ao final, ouve-se as conclusões e reflexões de todos sobre o texto representado e os coordenadores fazem a conclusão final.