JURA EM PROSA E VERSO

DINÂMICAS DE GRUPO

Concordo Discordo

Categorias: - Assertividade - Comunicação - Poder de persuasão e influência - Respeito e Valores Pessoais

Objetivos: Exercitar a capacidade de persuasão, formas de comunicação, bem como proporcionar aprendizagem.

Nº de Participantes:

de 8 a 20 participantes

Material: Cartelas previamente elaboradas, contendo frases, expressões ou palavras que possam gerar polêmica ou elucidação.

Desenrolar: Esta dinâmica é indicada para grupos de estudo ou treinamento formado por pessoas que já convivam juntas e que precisem exercitar sua comunicação e o "colocar-se no lugar do outro".

Previamente o facilitador espalha as cartelas no chão ou sobre uma mesa. Cada uma das duplas deverá discutir sobre um tema (frase, expressão ou palavra), onde, um dos dois coloca todos os prós, e o outro, todos os contras, ou seja, um concorda com o que está escrito na cartela, o outro discorda. O facilitador orienta que cada dupla, antes de pegar sua cartela escolha de quem vai concordar e quem vai discordar. Solicita-se finalmente que UM dos membros de cada dupla vá até as cartelas e pegue uma.

Cada dupla terá cinco minutos para sua discussão, persuasão, aceitação ou, quem sabe, consenso.

Após cinco minutos invertem-se os papéis. Quem concordou passa a discordar vice-versa.

Ao final, o facilitador abre para comentários tais como:

Quais os sentimentos ou dificuldades de concordar ou discordar?

Como foi colocar-se no lugar do outro?

Nossas opiniões foram baseadas em preconceitos?

Temos ou não temos preconceitos?

Sugestões de frases ou palavras para as cartelas: Componentes nucleares.

Aborto.

"Manda quem pode, obedece quem tem juízo".

Quem tem competência se estabelece.

A conquista é uma questão de sorte.

Habilitação no trânsito aos 16 anos.

Bater nos filhos.

Globalização.

Desmatamento na Amazônia.

Salário (altíssimo) de jogador de futebol.

Mulher no comando de empresas.

Homem cozinhando, fazendo supermercado, participando de reuniões de pais na escola, etc..

Distribuição das finanças no lar: cada um deve ser dono do seu salário.

TV por assinatura.

Sexo na Internet.

Infidelidade: os direitos são iguais?