JURA EM PROSA E VERSO

CONTOS MISTERIOSOS

A MORTE NOS UNIRÁ

Porque fez isso? Nós éramos como uma só pessoa. Nossa solidão e nosso silêncio nos unia. Protegíamo-nos mutuamente. Estivemos sempre juntos nos momentos felizes e tristes, mas não no momento mais triste da minha vida... pois agora é o momento mais triste da minha vida e você é a causa dele. Não sei se gostar tanto de uma pessoa assim é egoísmo, mas eu te amava... Quando mais preciso de você, você adoece e morre! Isso é injusto! E eu te avisei: Aonde você for, eu vou!

E você não imagina a minha dor quando vi seu corpo estendido no chão, como se estivesse dormindo... enfim, era o último sono, o sono da morte... E eu te avisei: Aonde você for, eu vou!

E é por isso que estou aqui em cima hoje... Um vento suave sopra em meu rosto. É como se você me tocasse. É uma sensação maravilhosa. não sei se isto é certo... Pulo ou não pulo? Ninguém me observa. Pulo ou não pulo? Que brisa deliciosa! Pulo ou não pulo?...

O vento tenta me segurar no ar, mas a gravidade e a morte me chamam para baixo... esse é o fim! Em breve meu corpo colidirá com o chão e eu morrerei. Me sinto livre... Eu te avisei: Aonde você for, eu vou!