JURA EM PROSA E VERSO

 

 

 

CONTOS ERÓTICOS

 

 

TREPANDO NA ESTRADA

 

Autoria desconhecida

8

9

Meu marido faz diversos horários na empresa em que trabalha, e adoro fazer surpresas quando ele sai no período da noite. Durante o dia, fiquei provocando ele com conversas quentes e fotos minhas nuas, pequenos vídeos que eu mandava para ele me tocando, e usando nossos brinquedos eróticos. Durante todo o dia deixei ele louco de tesão.

Até que tive uma ideia de buscá-lo nua. Sabia que ele iria ficar louco de tesão quando me visse. Como na empresa faz filas de carros das esposas e familiares indo buscar as pessoas, deixei para sair de casa bem próximo do horário em que ele saia da empresa. Então estava toda cheirosinha, de creme, bem maquiada, pois adoro realçar meus olhos azuis e prendi meu cabelo com um rabo de cavalo bem alto, do jeitinho que meu maridinho gosta. E lá fui eu, apenas com um casaco e bota de salto bem alto.

Ao chegar na empresa, fiquei aguardando na fila de carros, até avistá-lo, vindo com um rapaz que o acompanhava em uma conversa. E ele foi se aproximando do carro com o rapaz e meu desespero começou a tomar conta, pois ambos vinham juntos, em direção do carro. Próximo do carro ambos se despediram, ainda bem, e ele entrou no carro.

Então dei um beijo nele bem melado passando a língua bem de leve nos seus lábios e segurei no seu pau e disse: - Tenho uma surpresinha para você.

Fui saindo com o carro, em direção a avenida, fora do estacionamento da empresa e levemente fui soltando os botões do casaco ficando completamente nua, dentro do carro. Seu olhar de tesão e de repreensão me deixou louca de tesão e meladinha e me ofereci para ele, me tocando enquanto dirigia para uma rua bem escura. Ele disse que eu era, a louca mais gostosa que ele já conheceu, e então parei o carro, aquele cheiro de óleo de macho exalava, e me deixa ainda mais excitada, sentia o melado nas minhas pernas e minha bucetinha babava. Me dirigi para uma pista próxima de onde moramos,  bem escura e sugestiva.

Então parei o carro. Ele disse queria saber o que eu estava fazendo, então abri sua calça e segurei seu pau que estava duro e escorrendo tesão, e não resisti, cai de boca ali, entre carros e caminhões que passavam por nós, encostados no acostamento. Sugava ele tão intensamente e cada vez que sentia que ele enlouquecia com a minha boca, então o sugava ainda mais e fui tirando a sua roupa ele me dizendo que era louca . Fui para o banco de trás e com as pernas abertas chamei dizendo vem fuder sua putinha vem...

Ele não pensou duas vezes, abriu a porta do passageiro e pulou para o banco de trás, me colocou deitada, colocando uma das minhas pernas sobre o encosto de cabeça e socou seu pau bem gostoso e meladinho. Eu gemi tão gostoso e implorava por mais, então sentei sobre ele completamente nua e pedi fode com a sua putinha fode e mama gostoso, ele atendeu meus pedidos, fodendo e sugando gostoso, aquele tesão de quem passava na pista nos via foi tomando conta do meu corpo, eu gemendo e trepando bem gostoso explodi um orgasmo intenso e quando estava ficando mole veio outro. Estava mole meu corpo mal respondia o tesão que estava sentindo, então ele pediu para ficar de joelhos olhando para o vidro de trás empinando minha bundinha, estávamos apertados sem muito jeito no banco de trás mas ele não mediu esforços para socar seu pau no meu cuzinho.

Atenção! Eu agora estou falando com você, que até parece um leitor bicha!

-Que deliciaaaaa, sentir ele fodendo meu cuzinho bem gostoso.

Enquanto ele fodia meu cuzinho, um carro parou para frente do nosso, e um cara de uns 40 anos desceu. Acho que gostaria de saber se precisávamos de ajuda, mas em vez de ficar apavorada com aquela situação,de estar nua, com meu marido fodendo meu cuzinho, a situação me deu ainda mais tesão. Meu marido, ficou louco de tesão ao perceber meu tesão escorrendo e disse: - Você gosta né sua putinha, gosta. Mas infelizmente, ao perceber a situação, o rapaz, ao invés de vir para nosso carro e nos fazer companhia, transformando e embelezando nossa foda, voltou para o carro dele e foi embora. Mas a situação causou tanto tesão para mim e meu marido, que gozei, tomando uma enrabada e ele me encheu com seu leitinho gostoso.

Estava tão mole, após meu terceiro orgasmo, que meu marido me deixou deitadinha no banco de trás, e voltou dirigindo para casa.

Até o próximo conto, queridos e queridas, e vivam está sensação: Trepar na estrada é uma delicia! A adrenalina que a situação te proporciona, te faz gozar feito uma cadelinha no cio.