JURA EM PROSA E VERSO

BIOGRAFIAS DE PESSOAS FAMOSAS

Vicente Feola

Esportista brasileiro

01/11/1909, São Paulo

06/11/1975, São Paulo

Da Redação

Em São Paulo

Vicente Feola foi o 1º técnico brasileiro a conquistar uma Copa do Mundo de futebol

Sempre sorridente e bonachão, Vicente Ítalo Feola entrou para a história como o primeiro técnico a conquistar uma Copa do Mundo dirigindo a Seleção Brasileira. Além de conquistar o título na Suécia, em 1958, Vicente Feola também deu outra grande contribuição ao futebol brasileiro.

Ao lado do dirigente Paulo Machado de Carvalho (que comandou a delegação brasileiras nas Copas de 1958 e 1962), Feola insistiu muito para levar entre os convocados que participaram do Mundial da Suécia um jogador franzino, de apenas 17 anos, que em pouco tempo seria destaque em todo o mundo: Pelé. Se não fosse a insistência do treinador, provavelmente Pelé seria cortado da delegação brasileira que embarcou para a Suécia em 58. Na época, o jogador do Santos estava contundido e os médicos da Seleção diziam que o atleta não teria tempo suficiente para se recuperar antes do final do Mundial.

No Brasil, a carreira de Vicente Feola sempre esteve ligada ao São Paulo, mas o treinador também trabalhou na Argentina, comandando um dos clubes mais populares do país, o Boca Juniors. Além da Copa de 58, Feola também comandou a Seleção Brasileira no Mundial de 66, na Inglaterra. Nesta Copa, a Seleção Brasileira foi eliminada na primeira fase, depois de duas derrotas (Portugal e Hungria).

A primeira partida de Vicente Feola no comando da Seleção Brasileira aconteceu no dia 4 de maio de 1958, pouco tempo antes do embarque para a Suécia. O Brasil goleou o Paraguai por 5 a 1, em jogo válido pela Taça Oswaldo Cruz. Seu último jogo pela seleção aconteceu em Liverpool, cidade dos Beatles, na Copa de 66: derrota de 3 a 1 para Portugal e o fim do sonho de conquistar o tricampeonato, título que somente chegaria quatro anos mais tarde, na Copa do México.

No total, Feola comandou o Brasil em um total de 74 jogos, de acordo com dados da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Foram 54 vitórias, 12 empates e 8 derrotas. No comando da seleção, foi campeão da Taça Oswaldo Cruz (1958), da Copa do Mundo da Suécia (1958), da Taça Bernardo O`Higgins (1959), da Copa Roca (1960) e da Taça do Atlântico (1960).

Na Copa da Suécia, coube também a Vicente Feola escalar uma dupla de ataque que marcou a história no futebol mundial: Pelé e Garrincha. Jogando juntos, os dois jogadores jamais perderam uma partida com a camisa da Seleção.