JURA EM PROSA E VERSO

BIOGRAFIAS DE PESSOAS FAMOSAS

Joana D'Arc

 

Mártir francesa canonizada em 1920 (1412-1431).

Heroína da Guerra dos Cem Anos, ajuda a libertar a França do domínio inglês.

De família modesta, nasce em Domrémy e, aos 13 anos, afirma ouvir vozes divinas lhe pedirem para salvar a França da mão dos ingleses.

Durante cinco anos, mantém essas mensagens em segredo.

Em 1429, deixa sua casa na região de Champagne e viaja para a Corte do rei francês Carlos VII.

Convence-o a colocar as tropas sob seu comando e parte para libertar a cidade Orléans, sitiada pelos ingleses há oito meses.

 À frente de um pequeno Exército, derrota os invasores em oito dias, em maio de 1429.

Um mês depois, conduz Carlos VII à cidade de Reims, onde ele é coroado no dia 17 de julho.

A vitória em Orléans e a sagração do rei reascendem a esperança dos franceses de libertar o país.

Na primavera de 1430, Joana retoma a campanha militar e tenta libertar a cidade de Compiègne, dominada pelos borgonheses, aliados dos ingleses.

É presa em 23 de maio do mesmo ano e entregue aos ingleses. Interessados em desacreditá-la, eles a processam por bruxaria e heresia.

Submetida a um tribunal católico em Rouen, é condenada à morte depois de meses de julgamento.

É queimada viva na mesma cidade em 30 de maio de 1431, aos 19 anos.

A revisão de seu processo começa a partir de 1456 e a Igreja Católica a beatifica em 1909.

Em 1920, é declarada santa pelo Papa.